Resenha do Livro O Mago de Camelot - A Saga de Merlin para Coroar um Dragão!!!!



Bom dia!!!!
O Cantinho traz mais uma resenha. Estava muito ansiosa pela leitura desse livro e posso adiantar que foi uma experiência única!!!!!! 

O Autor conseguiu me surpreender!!!

Para aqueles que não conhecem a história do Rei Artur, irão se apaixonar....

Para aqueles que conhecem, esqueçam tudo o que já leram, Merlin irá conquistar vocês....

Livro: O Mago de Camelot- A Saga de Merlin para Coroar um Dragão
Autor: Marcelo Hipólito
Editora: Novo Século
Páginas: 151



Sinopse:
De uma infância pobre e sofrida à irresistível ascensão aos salões dos grandes reis; de um começo sem esperanças ao despertar de um poder inigualável e temido, Merlin vem a se tornar o homem mais influente da Idade das Trevas. Confidente supremo do rei Artur e maior conselheiro da corte de Camelot. Misterioso e enigmático. Amado e odiado. Druida, monge e mago.

Na Britânia do Século V da Era Cristã – abandonada pela queda do Império Romano à barbárie dos invasores saxões –, Merlin surge para impor um novo tipo de rei a um povo abatido e desesperado, alterando, para sempre, não apenas o destino dos britânicos, mas de toda a humanidade.

A saga de um homem determinado a erigir uma civilização de paz e justiça numa terra devastada pelo caos e pela guerra irrompe em uma aventura épica e brutal que equilibra realismo duro com doses amargas de magia.



Book Trailler:


Para Conhecer a História Leia um Capítulo Aqui :

 

Curiosidade:

Coautor, com o escritor carioca Marcelo Machado, de diversos contos publicados em língua inglesa, nos Estados Unidos, Reino Unido e Espanha. Destes, destaca-se Eternal Grief, indicado para melhor conto de horror nos Estados Unidos pelo Preditors & Editors Readers’ Poll, em 2003.

Confiram a resenha!!!!

 RESENHA: O MAGO DE CAMELOT- A SAGA DE MERLIN PARA COROAR UM DRAGÃO

Foto Retirada do Google Imagens

 NOVELA DE CAVALARIA.....

Dizem por essas terras que andei,
Que um mago poderoso existiu.

Um gigante que derrotou os temidos sacerdotes saxões,
Enfrentou a realeza e manipulou um conhecimento jamais visto, fruto do convívio com Druidas e Cristãos.

No Céu um sinal: a figura mística do Dragão!!!!
Na Terra uma coroa: o Rei Pendragon!!!!

Imponentes em seus cavalos de guerra, com suas armaduras reluzentes,
Bravos Guerreiros avançavam em formação para uma façanha gloriosa: O inimigo caiu!!!

Mas não por muito tempo. Eis que surge Excalibur, reclamando seu verdadeiro dono: o Bretão que mudaria o mundo.

Aliando toda a sabedoria e poder do mago com a força e o coração do escolhido, seus destinos são selados!!!

Dizem por essas terras que andei,
Que um dia ele vai voltar.

Enquanto isso, seu nome foi imortalizado: Artur!!!
 
Foto Retirada do Google Imagens


Imaginem uma sociedade de BARBÁRIE: povos governados por seus monarcas de forma impiedosa, lançados ao ESCÁRNIO dos seus “nobres” guerreiros, esquecidos na MISÉRIA do corpo e da alma; 

Uma sociedade com uma cultura de valorização da guerra, onde HONRA significava perder a vida em um campo de batalha de forma suja e cruel, ou ainda, VIOLAR os corpos de meninas e mulheres, colocando fogo em seus lares, SAQUEANDO seus pertences, ASSASSINANDO seus familiares, como espólio de uma vitória alcançada.

Uma sociedade que tinha como moeda o DOMÍNIO: de um lado, REIS querendo conquistar novos reinos, como demonstração de soberania, enquanto internamente e de forma TRAIÇOEIRA, tinham seus tronos disputados por seus iguais; do outro lado, a RELIGIÃO, guardiã exclusiva do conhecimento, USURPADO covardemente do povo, seu LEGÍTIMO dono e MANIPULADO para fins escusos e doentios. 

Conseguiram imaginar? Infelizmente ela existiu, não se trata de ficção. Estamos falando da IDADE DAS TREVAS, onde começa nossa história.....

Agora vou pedir para vocês imaginarem uma VÍTIMA desses horrores: nasceu do relacionamento de sua mãe com um estranho, consequência do ofício da PROSTITUIÇÃO, uma criança ODIADA por uma mulher rancorosa com a EXTREMA POBREZA a que era submetida; uma criança JOGADA na rua junto ao seu irmão, com a obrigação de levar para a casa tudo o que conseguisse FURTAR, caso contrário seria ESPANCADA, ou melhor, seu irmão se colocaria BRAVAMENTE em sua frente e receberia o CASTIGO em seu lugar.

E, como meras MERCADORIAS reclamadas pelo dono, um dia são retirados da sorte das ruas e levados para um DESTINO IMPLACÁVEL: foram escolhidos, cada qual com seu papel, para servirem de sacrifício à vontade da NATUREZA.

Acredito que nem em mil anos conseguiriam imaginar, que essa criança era MERLIN!!!!!
 
Foto Retirada do Google Imagens


A partir daí, surge uma questão que me deixou inquieta o livro todo: Os fins justificam os meios? O sacrifico de uma pessoa é válido para o fim maior que é o bem de toda uma nação?

“(...) nós sempre temos escolha, o futuro não está definido, ele é fluido, incerto, moldado segundo nossa vontade” (Merlin conversando com Artur).

Por uma PROFECIA anunciada em sangue, o algoz de Merlin descobre o quão GRANDE ele seria, mas para sua punição, vê que representaria um papel CRUCIAL nessa jornada marcada por destruição.

Por outra PROFECIA, igualmente anunciada em sangue, Merlin vislumbra  a promessa da luz sobre as trevas, mas para seu sofrimento compreende o que estaria em risco e o preço que deveria pagar por toda desgraça anunciada.

Leitores, eles viram o que iria acontecer, sabiam de todas as consequências desencadeadas. E tudo isso, o FUTURO, só dependia de uma decisão deles.

O que eles escolheram? O que motivou suas escolhas? Será que algum ser humano tem o direito de tomar qualquer decisão, individualmente, em nome de toda uma nação? 

Se nós igualmente, tivéssemos esse dom, o que nós escolheríamos? Será que podemos julgar os acontecimentos de forma imparcial? 

O impressionante do livro, é que todos os personagens são testados, em cada cena, o tempo todo, todos, sem exceção, precisam se posicionar. E cada caminho que eles trilham, deixa rastros. 

Existe uma frase que eu vi em um filme que diz: uma escolha, uma renúncia!!!! Essa frase traduz de forma singela essa história.

Singela, porque a história é muito mais densa do que podem imaginar.

Eu sempre tive um fascínio pela história do Rei Artur. Mas pela primeira vez, acreditei que estava lendo uma história verídica e não uma ficção. Historiadores, do mundo inteiro, buscam indícios de sua existência. Entretanto, até hoje, nada ainda foi comprovado.

O autor, com um talento singular, foi capaz de recriar o “Universo Arturiano” com tanta verdade, se valendo de uma linguagem e de uma narrativa tão crível e envolvente, que consegue conduzir o leitor para além das páginas.....

De forma inovadora, Marcelo nos apresenta uma história já conhecida por muitos, mas do ponto de vista do Mago Merlin: ele sonhou com uma cidade sendo erguida, tendo por bases a Justiça, a Liberdade e a Paz entre os irmãos. E só o conhecimento poderia levá-los até ela. 

Foto Retirada do Google Imagens


A razão iluminaria as trevas!!!! Aqui, o autor confronta os preceitos do Cristianismo, com os preceitos dos pagãos e com os preceitos dos druidas, de forma a desafiar os leitores a reverem seus próprios valores!!!

ARTUR foi amado por seu povo porque igualmente amou o povo, os tratou de forma justa e com respeito. Deu a eles uma sociedade livre dos grilhões da fé e do credo na lâmina da espada.

Ele não era um rei, ele era um LÍDER!!!!!!! Ele não era um guerreiro, ele era um HERÓI!!!! Ele não era um homem, ele era uma LENDA!!!!!!


O CANTINHO PARA LEITURA DESCOBRE: MARCELO HIPÓLITO



 MARCELO HIPÓLITO é um escritor brasileiro, nascido em São Paulo. É autor dos romances O Mago de Camelot: a saga de Merlin para coroar um dragão (Novo Século, 2013), Osíris: deus do Egito (Marco Zero, 2009) e Lúcifer: o primeiro anjo (Marco Zero, 2006).
Hipólito participa das antologias Fiat Voluntas Tua (Multifoco, 2009) e Metamorfose: a fúria dos lobisomens (All Print, 2009). Além disso, é autor do e-book Dullahan: os cavaleiros sem cabeça (Navras Digital, 2013) e coautor de diversos contos publicados em língua inglesa, nos Estados Unidos, Reino Unido e Espanha, dentre os quais se destaca Eternal Grief, indicado para melhor conto de horror nos Estados Unidos, em 2003, pelo Preditors & Editors Readers Poll.
Hipólito é também diretor de três filmes de curta-metragem de ficção, roteirista de cinema e produtor de teatro.

Novidade: Dullahan - Os Cavaleiros sem Cabeça (Versão em e-book).


Os cavaleiros sem Cabeça é uma saga de suspense, traição, batalhas… e um amor condenado. A lenda da princesa Almaith – de aparência inocente e coração tocado pelas trevas, destinada a selar a paz entre dois reinos – e do seu bravo guardião, Senach, um bastardo decidido a provar seu valor em batalha. Envolvidos numa jornada perigosa, Almaith e Senach avançam por terras inimigas, sob uma ameaça ainda mais terrível e insidiosa, oculta nas sombras. Espectros de morte e escuridão, eternos e amaldiçoados, criaturas de mito e pesadelo, cujos nomes não se devem sussurrar.
Dullahan. O terror da noite. Os cavaleiros sem cabeça. Sempre à espreita por novas vítimas.


Seus Livros:

Lúcifer - O Primeiro Anjo.


Para a criação do épico Lúcifer - O Primeiro Anjo , o escritor Marcelo Hipólito realizou uma extensa e detalhada pesquisa baseada em descobertas arqueológicas e nos ensinamentos do Taoísmo, Budismo, Judaico-cristianismo, Islamismo, Bramanismo, entre outras crenças e filosofias milenares. Do surgimento de Deus à ruína de toda a existência, Lúcifer - O Primeiro Anjo revela a verdadeira natureza do Bem e do Mal, o sentido da Vida, e da Morte, e que mesmo no Inferno é possível encontrar honra e sacrifício. Hipólito preenche as lacunas das narrativas milenares que envolvem Deus e Lúcifer, combinando imaginação e realismo, no esforço de reunir todas as inúmeras - e por vezes conflitantes - versões dessas lendas em um único livro.

Leia um trecho da obra em:


Acesse: 



Osíris - Deus do Egito


A saga dos deuses egípcios ressurge num épico de feroz realismo, assombro e dor. O nascimento e a vinda de Osíris, fundador da civilização, messias e rei. A ascensão e queda do primeiro reino humano. A traição, o calvário e a ressurreição de um faraó. Sua guerra implacável e a terrível vingança.
Um mundo de magia e pavor, deuses e demônios, ação e aventura, vida e morte, ergue-se das areias escaldantes e misteriosas do Egito Antigo neste romance do escritor Marcelo Hipólito.
Rá, o Deus-Sol, tinha o Universo sob seu comando. Ele herdara o extremo poder do pai, Atum, a divindade que criara a si mesma. Dos raios incandescentes de Rá nascem seus filhos-irmãos, dos quais ele toma a mais graciosa das beldades por esposa: Nut, Deusa do Céu. Nut, porém, seria o arauto da ruína. Dominada por uma paixão irreprimível, ela se entrega a Geb, o Deus da Terra, também filho-irmão de Rá. Tomado de fúria, Rá condena Geb às trevas eternas. Com a reclusão de Geb, o grande protetor da terra, o mundo torna-se sombrio, um lugar de barbárie e caos. Osíris é um dos filhos de Geb e Nut , lançados a terra desolada, amaldiçoados a padecerem sob a frágil forma humana e provarem os males e as dores da carne. Mas o infortúnio dos amantes Nut e Geb propiciaria a vinda do Messias, o nobre Osíris, rei do Egito. Nesta envolvente aventura sobre a história do primeiro reino na Terra, Marcelo Hipólito resgata as fascinantes lendas e tradições do Egito Antigo.

Leia o primeiro capítulo da obra em:


Acesse:


Razão e Fúria -Metamorfose A Fúria dos Lobisomens


A lenda diz que os lobisomens vagueiam nas noites de lua cheia, massacrando todos os homens e lobos que encontram em seu caminho.
Um homem ferido por uma dessas bestas, inexoravelmente, virá a se transformar num novo lobisomem.
Mas, o que acontece a um lobo que sobrevive a um desses ataques? Que tipo de criatura ele se torna?
Razão e Fúria revela o destino trágico desse ser raro, especial e surpreendente.

Contos:

O Inquisidor. - Fiat Voluntas Tua

Leia o conto completo em:
 

A Bruxa da Montanha
Conto inédito do autor, registrado na Fundação Biblioteca Nacional. 


Leia o conto completo em:


Eternal Grief

 From the vastness of outer space to the streets of contemporary America, tales of fantasy, suspense, science fiction and horror, written for intelligent people who seek out strong emotions for both the mind and soul. With “Eternal Grief”, nominated for Best Short Story of 2003 by the Preditors & Editors Readers´ Poll.
Leia o conto completo em:


Contato com o Autor:



Página do livro no site da editora:

Página do livro no Facebook: https://www.facebook.com/magodecamelot

Página do autor no Facebook: https://www.facebook.com/marcelo.hipolito.311

18 comentários

  1. Gostei da temática do livro (histórias do tipo são sensacionais e eu costumo gostar bastante delas), me interessei e já tinha o visto na livraria! x]
    Gostei também das curiosidades (vou procurar esse conto) xD
    Abraços!

    www.umomt.com

    ResponderExcluir
  2. Oi, eu conheci este autor pela blogosfera, ele vem fazendo muito sucesso, eu gostei do livro dele e leria com certeza, Abraços

    ResponderExcluir
  3. Cila!! Realmente amei sua resenha! Você gosta mesmo desse história! Eu li e resenhei esse livro também, mas diferente de você eu não conhecia nada sobre, ou muito pouco! Foi muito bom aprender e presenciar essa história!
    Parabéns pela resenha For!
    Beijão!

    ResponderExcluir
  4. Oi Cila, tudo bem?
    Olha, já li várias resenhas positivas sobre esse livro e me animei muito! A história parece ser incrível e achei a capa bem bonita (:

    Beijos,
    Leitora Online

    ResponderExcluir
  5. Oi Cila!
    Sabe, não sou chegada a essa temática medieval e tals, geralmente nem a filmes assim eu assisto, :\

    Bj!

    http://meuhobbyliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Olá Lindona, venho lhe convidar para participar do 1° Sorteio no meu blog de um lindo anel em prata. Conto com você princesa!
    Beijos e muito sucesso.
    Acesse: http://www.estiilocarol.com.br/2013/12/1-sorteio-do-blog-anel-de-prata.html


    *Te segui viu flor <3

    ResponderExcluir
  7. Olá.
    Nossa! Fui lendo sua resenha e ficando cada vez mais focada, maravilha.
    Bem, não sei se esqueceria, a história é tão legal, mas parece que o autor também conseguiu conquistar e fazer a história ficar única.
    Adorei a resenha e estou curiosa.

    Beijos
    http://de-tudo-e-um-pouco.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Oi Cila, que resenha linda amiga!
    Me encantei pelo livro só de ler sua resenha.
    Você nos deixa com vontade de conferir esta história que parece ter te agradado tanto.
    Parabéns pela linda resenha. Bjus
    Lia Christo
    www.docesletras.com.br

    ResponderExcluir
  9. Oie!
    Obrigada pela visita em meu Blog!
    Gostei da sua resenha, e ficou bem rico o post dela pois você fez com que o leitor, principalmente aquele que desconhece a história do Rei Artur, pudesse se situar em relação ao momento histórico do livro.
    Parabéns.

    Bjos

    blogandolinhas.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  10. Oi flor!

    Fiquei encantada com esse livro pela capa e pela palavra "Camelot". Qualquer menção ao rei Arthur ou Merlin já me deixam louca pra ler, e depois dessa sua resenha empolgada fiquei mais curioda ainda!

    Beijos
    http://escolhasliterarias.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Oi Cila, tudo bem amore?
    Desculpa minha sumida, comecei a trabalhar e já viu né? Mal tenho tempo pro blog :(

    Já li esse livro do Marcelo e AMEI! Fiquei sabendo muito sobre Arthur, Merlin... São informações preciosas e valiosas. Espero ler os outros livros do autor.

    Beijos
    http://www.estantedasfadas.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Li o livro do autor já, e adorei!
    Não conhecia esses outros dele. *O*
    beijos
    apenas-um-vicio.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  13. Olá minha flor...
    Eu adoro vir aqui em seu blog e conferir as suas postagens, que são cada uma mais perfeita que a outra... nossa!!!
    Mas vou ser sincera, esse livro não me despertou pela leitura, mesmo com sua impecável, resenha... eu já havia lido outras resenhas desse livro, mas mesmo assim não me abriu o interesse, acredito que o autor seja um grande escritor até mesmo porque você cita outras obras dele. Mas sou daquele tipo de pessoa que algo tem que me despertar por dentro, a não ser que seja distopia ou o gênero que eu ame rsrsrsrs ai as vezes nem penso muito kkkkkkk. Querida um feliz ano novo para ti... e que o blog cresça cada vez mais... Xero!!!!

    http://minhasescriturasdih.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Cila,tudo bom?
    O autor é meu parceiro também e já estou com o livro aqui para ler!
    Pensando seriamente em passar na frente dos outros, mas meu tempo está tão curto...

    Parabéns pela resenha!

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  15. Eu amo tanto o "universo arturiano"! *-* E Merlin sempre foi minha personagem preferida, magos me fascinam. Então, desde que vi o livro pela primeira vez quis ler. Gostei de saber que o autor conseguiu te fazer acreditar que estava lendo uma história verídica, e amei essa frase que você disse que definiu o livro: uma escolha, uma renúncia.

    Beijo!

    Ju
    Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
  16. Olá Cila tudo bem ?
    Fiquei muito impressionado com este livro , adoro esse mundo de Merlin, Rei Arthur, Cavaleiros Templários sim isso me instiga bastante ainda mais os segredos guardados por eles que muitos são misteriosos até hoje !
    Quero muito ler este livro e vou dar uma pesquisada sobre o autor tudo me interessou bastante !
    Beijos, Carlos.

    http://blogchuvadeletras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  17. Não conhecia o autor, mas achei interessante a sua resenha. Está na minha wishlist, mas não é uma das prioridades.

    ResponderExcluir
  18. Oi Cila! Tudo bem?
    Estou louca pra ler esse livro mas aqui em casa quem está lendo é o Diego primeiro enquanto me entrego ao encanto do livro da Marisa Rezende <3.
    Amei sua resenha e sou fã do filme Artur como Clive, acho ele lindo hehehe <3

    Parabéns!

    Beijocas da Deebs
    http://leitorsagaz.blogspot.com.br

    ResponderExcluir